Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

AREPA GOLEIA BARROSENSE DEPOIS DO SUSTO

 

 

SEGUNDO GOLO DO BARROSENSE

 

 

VALTER FAZ O 2-2

 

 

 RELVAS DE LIVRE DIRECTO FAZ O 4-2

  O AREPA - BARROSENSE deste domingo, teve golos para todos os gostos. Quem gosta de golos, viu oito nas Fontainhas. Foi um jogo emotivo, entrou bem a equipa da AREPA, duas boas oportunidades para marcar, mas não consegui. A equipa do Barrosense ia sacudindo a pressão e Feijoca de muito longe remata forte fazendo o primeiro golo aos 21 minutos, algo insperadamente. Volvidos tres minutos, aproveitando o desacerto na defensiva da AREPA,, após um centro da esquerda Hugo faz o segundo golo frente a Sergio. De facto a equipa da AREPA foi surpreendida pela eficacia da defensiva contrária.

  A equipa da AREPA reagiu á desvantagem e antes do intervalo consegui reduzir com um remate de Canseira de fora da area, logo a seguir a AREPA fica reduzida a dez jogadores com a expulsão de Ganhão, num lance em que se envolveu com um adversário e o arbitro mostrou lhe vermelho directo.

  Veio o intervalo, Kikas deve ter puxado as orelhas aos seus jogadores, Na segunda parte com uma entrada derrompante a AREPA dá a volta ao marcador, com tres golos em nove minutos, Valter faz o empate, Cococha o terceiro golo e Relvas de livre directo faz o quarto golo.

  Desnorte completo da equipa do Barrosense, que pemitiu este volt face no marcador. A equipa visitante a jogar com mais um jogador, tentou reagir, mas os homens do Porto Alto, estavam moralizados e conseguiram ainda dilatar o marcador, Valter marcou o quinto golo, após mais um deslize defensivo, para nos descontos Ronny fechar o marcador, 6-2.

 Uma vitoria justa da AREPA, frente a um Barrosense, que começou muito bem, mas acabou muito mal.

SAMORA VENCE EM PONTEVEL

 

  PIMENTA MARCOU EM PONTEVEL

   A equipa do Samora Correia, venceu por 3-1 na sua deslocação a Pontevel. Os golos da equipa samorense, foram apontados por João Vitor, Pimenta e Caveira.

 O treinador João Bancaleiro falou da partida: Foi um jogo dificil, a equipa do Pontevel bateu se muito bem, mas, nós conseguimos marcar o primeiro golo bem cedo, o segundo veio por volta dos 20 minutos, que nos deu alguma tranquilidade. Na segunda parte a equipa do Pontevel, continuou muito aguerrida, por vezes com entradas á margem da lei, mas veio o terceiro golo, depois foi só gerir o resultado.Foi uma vitoria que nos permite acreditar que estamos perto do objectivo que é ficar nos dois primeiros lugares para  disputar a fase da subida de divisão.

 

 RESULTADOS DA 13ª JORNADA

 

 SALVATERRENSE 1 GLORIA 0

  BENAVENTE 3 MARINHAIS 1

  AREPA 6 BARROSENSE 2

  PONTEVEL 1 SAMORA 3

 

 FOLGOU AMIGOS DO CORUCHENSE

 

    CLASSIFICAÇÃO

 

1º BENAVENTE     31 PONTOS

2º SAMORA            24 PONTOS  menos um jogo

3º AREPA                18 PONTOS menos um jogo

4º SALVATERRENSE 17 PONTOS

    GLORIA                     17 PONTOS

6º BARROSENSE        15 PONTOS

7º PONTEVEL               11 PONTOS

   AMIGOS CORUCHENSE 11 PONTOS menos um jogo

9º MARINHAIS                         4 PONTOS menos um jogo

 

 

 

 

JOGOS E RESULTADOS FIM DE SEMANA 23 E 24 JANEIRO

 

 

ESCOLINHAS 

SAMORA 3 FOOTKART 2

 

 

 

 

 

ESCOLAS

 

SAMORA 2 AC SANTAREM D 1 ( SUB 10)

AC SANTAREM B 0 AREPA A 1

AREPA B 3 FORENSE 5

FAZENDENSE 4 SAMORA 3

 

 

INFANTIS

 

SAMORA 2  MARINHAIS 0

AREPA 1  U.ALMEIRIM 1

 

INICIADOS

 

BARREIRENSE 1SAMORA 1

 

 

JUVENIS

 

SAMORA 3 PONTEVEL 0

 

JUNIORES

 

SAMORA 4 OURIQUENSE 1

GLORIA 1  AREPA 2

 

 

SENIORES

 

PONTEVEL 1 SAMORA 3

AREPA 6 BARROSENSE 2

CASA BENFICA SAMORA - GRANHO  (INATEL)

 

 

DOMINGO HÁ DERBY NAS FONTAINHAS

 

 

 

      AREPA - BARROSENSE

 

 

    PARQUE DE JOGOS ACILIO ROCHA

 

 

             DOMINGO 24 JANEIRO 2010

 

                         15 HORAS

         13ª JORNADA DIVISÃO SECUNDARIA

 

                      A. F. SANTAREM

 

 

 

          KIKAS                    VS                       RUI BENTO

 

OS OUTROS JOGOS DA JORNADA

 

 

            PONTEVEL - SAMORA

 

            GLORIA  - SALVATERRENSE

 

       BENAVENTE    - MARINHAIS

 

POETAS JOÃO SABINO E ALBERTINA PATO VÃO SER HOMENAGEADOS

 

 

       ALBERTINA PATO

O executivo camarário deliberou, atribuir a medalha de Mérito Municipal (grau prata) aos poetas populares: João “Sabino” e Albertina Pato, seguindo o critério adoptado aquando da atribuição de medalha de Mérito Municipal a Piedade Salvador e Guilhermina Côdea, em 1995. Esta distinção será feita durante o 10º Encontro de Poetas Populares do Ribatejo a decorrer no próximo dia 30, no Palácio do Infantado, em Samora Correia.  
 

 

QUALIDADE DA AGUA NO MUNICIPIO DE BENAVENTE . ESCLARECIMENTO

 

 

 

  

 

   Em resposta aos vereadores Ana Casquinha e José d’Ávo que questionaram a qualidade da água em Benavente e em Samora Correia, abordando, respectivamente, a coloração e o cheiro a lixívia da água, e relativamente à coloração acastanhada da água em Benavente, o Presidente esclareceu que, ao ter conhecimento do facto da água apresentar um tom amarelado, procurou informar-se junto dos serviços sobre o que se estaria a passar e se teria havido algum rebentamento de conduta que levasse à realização de purgas e ao aparecimento de água com este tom. Foi-lhe dito que não houve nenhuma ruptura mas sim purgas normais na rede.

Sobre o sabor a lixívia informou que “as “Águas do Ribatejo” têm uma empresa que faz o controle analítico da qualidade da água, seguidamente têm que publicar as análises efectuadas à qualidade e enviá-las para o Instituto Regulador, como é sua obrigação. “A empresa introduziu uma alteração, com a qual eu discordo inteiramente, mas que é uma obrigação legal, que é de subir os níveis de cloro da água e levá-los para parâmetros que a lei exige, dai esse cheiro a lixívia que não era habitual”, esclareceu.

Enquanto as águas estiveram sob a responsabilidade da Câmara Municipal nunca foi introduzida tal quantidade de cloro “porque a nossa água não vem de um rio visível ou de uma albufeira. Nós estamos a beber água que é captada em níveis freáticos profundos de um rio subterrâneo que corre debaixo de nós, captada a mais de 200 metros de profundidade. Qualquer técnico percebe que esta água é bacteriologicamente pura e que o cloro serve apenas para fazer o combate às bactérias,

Os técnicos da “Águas do Ribatejo” não têm mostrado disponibilidade para aceitar os argumentos do Presidente da Câmara porque, por vezes, dizem encontrar bactérias numa amostra. “A resposta a esta afirmação só pode ser que o defeito está na amostra”, garantiu, acrescentando: “Muitas vezes não se faz a desinfecção do ponto onde se recolhe como se deve fazer, e a utilização das mãos ou o acesso de qualquer pessoa a mexer numa torneira, leva á concentração de bactérias que vão junto com a colheita. “Precisamos de cloro apenas para os depósitos de armazenagem de água e para nada mais. Não precisamos de injectar permanentemente na rede, através de doseador, uma quantidade de cloro que dá aquele sabor a que não estávamos habituados. A prova é que já houve duas colheitas na mesma rede, uma bacteriologicamente pura e outra com bactérias, provando que o defeito só pode estar necessariamente na amostra”, informou.

Esta é mais uma batalha que o Presidente da Câmara diz ir ter para frente e que considera importante na defesa dos interesses dos Munícipes. 
 

A finalizar o Presidente contou uma situação que vivenciou há muitos anos atrás, quando era vereador da Câmara Municipal e foi à Direcção Geral de Saneamento Básico por causa de uma análise a uma amostra da água em Santo Estêvão. “Eu disse ao técnico que me recebeu que a água tinha sido captada a 50 metros, e ele imediatamente informou: ‘A 50 metros? Então essa água é pura, não há possibilidade de qualquer contaminação a essa profundidade’. Quanto mais a 200 metros onde é captada agora a nossa água”, frisou o Presidente. 

 

 

SITUAÇÃO PREOCUPANTE DO ESTADO DA SAÚDE NO MUNICÍPIO: 
 

Respondendo ao vereador José d’Avó sobre os milhares de utentes sem médico de família no Município; o facto da extensão de Saúde do Porto Alto ter deixado de ter consultas regulares, entre outras questões sobre o estado da saúde no Município (questões já conhecidas e debatidas pelo executivo), o Presidente referiu-se a um caminhar que tem sido tão difícil para os portugueses, com problemas tão graves que não parecem ter solução à vista. “Nós estamos a assistir à reforma antecipada de médicos que estão no Sistema Nacional de Saúde que, muitas vezes passam a trabalhar em Hospitais Particulares e até para empresas que por sua vez trabalham para o Ministério da Saúde”, lembrou.

A falta de médicos de família é uma realidade que afecta o pais, e em muito este Município e esta sub região. “Numa Europa a 27 em que desaparecem as fronteiras do ponto de vista económico mais a circulação de pessoas e bens, seguramente que haverá a possibilidade de recrutar médicos que se adaptam com facilidade e que respondem ás necessidades que nós temos. Porque os custos da saúde, como sabemos, não estão nos recursos humanos mas sim nos meios de diagnóstico e em medicamentos onde são gastos dois terços do orçamento da saúde. Por isso, é falso o argumento de que o País não tem condições para recrutar novos médicos. 
 

O Presidente informou que pretende esperar mais uma semana pela resposta da Ministra da Saúde ao seu pedido de audiência, “por uma questão de delicadeza”, mas na próxima semana irá pressiona-la “em nome da nossa população, porque preciso de lhe transmitir não apenas o mau estar existente, mas a sensação de que se não forem tomadas medidas já, caminhamos para o desastre e para a tal situação em que os médicos, por manifesta falta de tempo, em vez de verem as pessoas, apenas passam medicamentos ou exames aumentando ainda mais o défice na saúde e prejudicando cada vez mais os utentes que não vêem soluções”.

O Presidente disse não se importar de estabelecer um protocolo com uma cidade cubana, com o objectivo de importar médicos, “mas apenas se não tiver outra solução, porque quem governa o País é quem tem que tomar decisões adequadas aos problemas que temos pela frente”, friou. 

 

HÁ SINAIS, MAS FALTAM AS LOMBAS NA ESTRADA DAS VAGONETES

 

  OS SINAIS ESTÃO LÁ, MAS AS LOMBAS, NÃO SE VÊEM


A Estrada das Vagonetas em Samora Correia, aquela que é provavelmente a maior recta urbana da cidade, continua à meses a aguardar a colocação das bandas sonoras á muito prometidas, os sinais já foram colocados á muito tempo, mas o essencial está em falta. É preocupante para os moradores desta zona as altas velocidades que se atingem neste troço de estrada, os responsáveis devem estar a pacientemente a aguardar que um grave acidente ocorra para virem a ser responsabilizados, porque falta de conhecimento da situação não é, prova disso foi a já colocação dos sinais, mas à boa maneira portuguesa não deve ser bom começar e terminar uma obra, ou será que como na anedota o funcionário que coloca as lombas faltou nesse dia ao trabalho mas os dos sinais não?
 

 

FRANCISCO SOUSA

 

PROBLEMAS NA ETAR DA ESTEVEIRA

 

A ETAR da Esteveira, em Samora Correia, apresentou problemas, no passado dia 13 de Janeiro, data em que vários moradores se queixaram da presença de espuma na estação de tratamento.

O departamento de comunicação da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo esclareceu a O MIRANTE que o problema se deveu “a uma anomalia no funcionamento, o qual provocou a espuma que era visível pelos habitantes de Samora Correia. A questão foi imediatamente corrigida, com intervenção do equipamento mecânico e que segundo as informações técnicas que recebemos está perfeitamente ultrapassada”.

A ETAR da Esteveira constitui um equipamento inovador e foi um grande investimento da Águas do Ribatejo. Segundo os responsáveis da empresa intermunicipal “quando estiver a funcionar em pleno, estamos em crer que vai resolver por completo os problemas que existiam numa vasta zona da cidade e da freguesia de Samora Correia”.

noticia jornal "o mirante "