01 de Junho de 2010

 

 

A ourivesaria de António Pessoa, em Samora Correia, já foi assaltada duas vezes este ano. A PJ apanhou seis suspeitos, mas o tribunal pô-los em liberdade. E a vítima está indignada: "Sinto-me revoltado porque é impossível acreditar numa Justiça que coloca os marginais em liberdade".

 

 

A Judiciária terá dito a António Pessoa, 66 anos, possuir provas sólidas "de que dois ou três dos indivíduos detidos estiveram envolvidos nos assaltos" ao seu estabelecimento. Mas um juiz de instrução criminal do Tribunal de Vila Franca de Xira optou por não colocar em prisão preventiva qualquer dos seis elementos de um gang suspeito de três assaltos armados a ourivesarias – duas no concelho de Benavente e outra no Samouco.

A 11 de Março, dois assaltantes encapuzados invadiram a ourivesaria Pinto, no centro de Samora Correia, e apontaram uma pistola ao peito de António Pessoa. Obrigaram-no a abrir os cadeados dos armários e levaram-lhe 125 mil euros em ouro e jóias, que retiraram de 15 expositores. No dia 25 de Maio foi o próprio ourives quem impediu a consumação de outro assalto, ao envolver-se numa luta corpo a corpo com os assaltantes. "Quando um deles saltou para trás do balcão, eu mandei-me ao outro, que estava a apontar-me a pistola e agarrei-o como se estivesse a pegar um toiro", conta ao CM António Pessoa, confessando não saber o que lhe "passou pela cabeça". O ourives só largou o ladrão após ter sido agredido com violência, nas mãos e na cabeça, com a coronha da arma, mas fugiram sem lhe levar nada.

"A Polícia Judiciária pediu-me uma relação dos artigos e disse-me que os tinha apanhado, mas afinal o juiz pôs os ladrões na rua", lamenta António Pessoa, farto "do aumento da insegurança e da criminalidade". "Mais dia menos dia fecho a porta. Não me queixo do negócio, mas tenho medo de ser assaltado", desabafa a vítima.

 

 

noticia correio da manhã

 

 

PUBLICADO POR samoraemmovimento às 23:36

 

    Na Alameda Almeida Garrett, no Jardim situado nas traseiras do actual quartel de Bombeiros, na cidade de Samora Correia, a Relva, como se vê na imagem está alta. Que se passa com a jardinagem, quem corta a relva? É preciso estar atento, não custa nada cortar a relva, a cidade agradece.

 

 

 

  RELVA ALTA TAMBÉM NO BREJO

PUBLICADO POR samoraemmovimento às 23:22

QUEM SOMOS

VER PERFIL

SEGUIR PERFIL

4 seguidores
PESQUISAR
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11


21
25
26

30


ARQUIVOS
2019:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO