Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DA AGUA

 

OBRAS DE 6 MILHÕES DE EUROS MELHORAM QUALIDADE DA ÁGUA NO CONCELHO DE BENAVENTE

Presidente Sousa Gomes inaugurou novo sistema de abastecimento para 30 mil consumidores

Três  modernas estações de tratamento de água, três novos reservatórios,  três estações elevatórias, três novas captações e 23 km de  novas condutas asseguram um abastecimento dequalidade a cerca de 30 mil consumidores domésticos e industriais em Benavente, Vale Tripeiro, Coutada Velha, Samora Correia, Porto Alto, Barrosa e Santo Estêvão. As obras custaram 6 Milhões de Euros e foram financiadas pelos fundos comunitários e pela empresa ÁGUAS DO RIBATEJO.

A inauguração do novo sistema teve lugar na manhã de sábado, 18 de maio, numa cerimónia simples presidida por José Sousa Gomes, Presidente do Conselho de Administração da ÁGUAS DO RIBATEJO. No momento de descerrar a bandeira, Sousa Gomes foi acompanhado pelo Presidente da Câmara Municipal de Benavente, António José Ganhão, pelo diretor-geral da

ÁGUAS DO RIBATEJO, José Moura de Campos, e pelo secretário executivo da CIMLT, António Torres.

António Ganhão realçou a importância dos dois gestores na concretização do investimentos de 70 Milhões de Euros já concretizados na região e nos bons resultados alcançados pela empresa ÁGUAS DO RIBATEJO. “Acreditámos neste projeto, contra ventos e marés, sonhámos com a concretização destas obras e hoje o tempo deu razão aos que acreditaram”, disse António Ganhão referindo que sem o projeto intermunicipal ÁGUAS DO RIBATEJO, nenhum município por si conseguiria realizar os investimentos já concretizados.

O Presidente da Câmara Municipal de Benavente salientou as preocupações sociais da empresa, que pratica  o tarifário mais económico da região. António Ganhão agradeceu a todos os presidentes e aos colaboradores da empresa e enalteceu o espírito de missão que se tem registado. “Nenhum dos presidentes aufere qualquer remuneração por estar

na administração e tem havido uma disponibilidade total para este projeto. Espero que os novos autarcas que vão integrar os órgãos sociais da AR sigam este caminho, pois só assim é possível continuar esta obra”, referiu.

Sousa Gomes realçou a importância das obras já realizadas no abastecimento de água e no saneamento, no montante de 70 ME ( 14 ME no concelho de Benavente), e frisou que a região fica dotada com uma “excelente cobertura”. O líder da ÁGUAS DO RIBATEJO também salientou o entendimento franco e aberto que sempre existiu no seio dos órgãos sociais da empresa onde estão representados os sete municípios acionistas.

 

A obra inaugurada em Benavente é o maior investimento realizado no abastecimento de água na região e as novas infraestruturas têm um horizonte temporal de 30 anos.

O Grande Reservatório apoiado de Vale Tripeiro, num ponto equidistante de

Benavente e Samora Correia, tem uma capacidade de 5 mil m3  e está equipado com um moderno sistema de tratamento da água. Três novas estações elevatórias, irão levar a água até às localidades de Benavente, Coutada Velha, Samora Correia e Porto Alto, através de21 kmde novas condutas, já construídas.

As Estações de Tratamento de Água (ETA)em Vale Tripeiro(475.000 euros), na Barrosa (75.000 euros) eem Santo Estêvão(100.000 euros), irão minimizar os problemas do manganês verificados em vários locais do concelho de Benavente.

Sete reservatórios descentralizados no território do município, a maioria com mais de 20 anos, foram requalificados e os seus equipamentos reabilitados para garantir o seu bom funcionamento. Foi ainda instalado o sistema de telegestão que permite o controlo à distância de situações anómalas e respostas mais rápidas e eficientes.

Um posto de transformação de elevada capacidade garante a alimentação do sistema de Vale Tripeiro e, como alternativa à rede da EDP, existe um gerador que será acionado imediatamente quando houver uma falha de energia e que pode ser disponibilizado para utilização da Proteção Civil.

Foram colocados novos marcos de água e equipamentos ao serviço da proteção civil, em todo o concelho, para permitir o abastecimento mais célere de viaturas em caso de catástrofe ou situações de emergência.

Com estes investimentos fica garantido o abastecimento com reservas até 48 horas, já que os reservatórios existentes nas freguesias de Benavente e Samora Correia ficam como alternativas ao sistema de Vale Tripeiro.

Para além destas obras que agora inauguramos, a ÁGUAS DO RIBATEJO realizou investimentos significativos na melhoria do tratamento da água e distribuição nas freguesias da Barrosa e Santo Estêvão.

O concelho de Benavente tem uma cobertura de quase 100 % no abastecimento de água com qualidade assegurada por três estações de tratamento e pela realização de análises diárias para verificar a conformidade dos parâmetros.

Com a entrada em funcionamento das novas captações, as antigas foram desativadas e entregues ao município que as irá utilizar para sistemas de rega de espaços públicos e abastecimento de viaturas para limpeza de vias.  

A ÁGUAS DO RIBATEJO está a executar um plano de investimentos 15 Milhões de Euros nos sistemas de abastecimento de água e tratamento de águas residuais no Município de Benavente.

 

Na área do saneamento, estão concluídas as seguintes obras:

  • ETAR da Esteveiraem Samora Correia
  • ETAR da Quinta do Papelão em Benavente (requalificação)
  • ETAR da  Barrosa
  • ETAR de Santo Estêvão
  • ETAR da Quinta dos Gatosem Samora Correia(requalificação)
  • ETAR Bordalo Pinheiroem Porto Alto(requalificação)
  • Pendente 2,em Porto Alto(requalificação)
  • 5 Estações Elevatórias
  • 25 kmde coletores de saneamento

 

Estas intervenções no saneamento custaram com mais de 5 milhões de euros e dotaram o concelho duma cobertura superior a 95 por cento, resta a conclusão dos trabalhos em Foros de Charneca, cujos efluentes serão tratados na nova ETAR do Biscainho, em Foros de Almada (Santo Estêvão) e nos Arados (Samora Correia).

Estas obras são financiadas pela União Europeia, mas exigem um grande esforço da ÁGUAS DO RIBATEJO que suporta uma parte significativa dos montantes recorrendo em exclusivo aos valores pagos pelos clientes.

Para além das obras financiadas têm sido realizadas várias intervenções que não foram apoiadas financeiramente pela União Europeia, mas revelavam-se inadiáveis e por isso a empresa avançou com recurso a capitais próprios.

 

Por último foram criadas duas unidades de atendimento em Benavente e Samora Correia, com melhores condições para o atendimento dos clientes/utentes e para os colaboradores da empresa. Estas unidades estão preparadas para atender clientes dos sete municípios que integram a empresa ÁGUAS DO RIBATEJO.

 

De realçar a importância dos investimentos realizados e em curso no desenvolvimento económico local num momento de dificuldades acrescidas. As obras realizadas e em curso permitem criar emprego e oportunidades de negócio para várias pequenas e médias empresas da região.

 

JUNTOS, ESTAMOS A CONSTRUIR O FUTURO!