15 de Outubro de 2010

 

 

No dia 22 de Setembro de 2010 pela 21 horas e 30 minutos reuniu a direcção da SFUS na sua sede, tendo como principal ponto de ordem de trabalhos a continuidade do grupo conhecido como Orquestra Ligeira da SFUS em consequência de atitudes recentes por parte de elementos do denominado grupo.

Após serem analisados todos os elementos referentes ao funcionamento deste grupo, nomeadamente:

1. Em Março de 2009 foi recebida uma carta na Direcção da SFUS que pedia autorização para utilização das instalações por parte de um grupo de sócios com a intenção de poderem tocar musica e assumindo que respeitariam as decisões da direcção.

2. Essa carta era subscrita pelo Sr António Pederneira na figura de responsável.

3. Após aprovação em reunião de direcção foi transmitido verbalmente ao grupo de sócios que poderiam utilizar as instalações.

4. Foi ainda esclarecido que a direcção apenas poderia ceder o espaço e algum material para os ensaios não podendo assumir maiores compromissos.

5. A direcção acompanhou sempre de perto este grupo proporcionando na medida das suas possibilidades, algumas das necessidades solicitados bem como disponibilizando apoio julgado necessário.

6. Com o decorrer do tempo a direcção foi verificando alguma instabilidade no seio da SFUS, em parte devido à grande insistência dos convites feitos a alguns músicos para fazer parte deste grupo.

7. Na oportunidade do grupo ser convidado para participar nas festas do foral de Samora Correia foi adoptado o nome de Orquestra Ligeira da SFUS.

8. O nome “ Orquestra Ligeira da SFUS” originou variadíssimas opiniões negativas, uma vez que a qualidade demonstrada, segundo a opinião geral, não dignificava a instituição.

9. Atendendo aos factos a Direcção achou por bem avaliar os acontecimentos tendo sempre em atenção, a cultura e a mais valia que um grupo desta natureza poderia trazer à SFUS, à cidade de Samora Correia, ao Concelho e a todos aquele para quem a musica faz parte da sua vida.

10. Para formalizar uma opinião justa, a Direcção realizou várias reuniões, ouviu músicos, directores, o Maestro e também o Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

11. Com base nas afirmações recolhidas a concordância para a continuação do grupo era maioritária, sendo a maior preocupação o “nome”.

12. Em face da avaliação feita decidiu a direcção elaborar um protocolo entre a SFUS e o grupo “Orquestra Ligeira da SFUS” que estabelecia regras de funcionamento e a adopção de um novo nome.

13. Em 17 de Setembro na sede da SFUS reuniram 5 elementos do grupo da “Orquestra Ligeira da SFUS”, o Maestro e dois elementos da Direcção.

14. Aproveitando esta reunião foi exposto as intenções da Direcção para a continuidade do grupo, o que não foi bem aceite por parte do grupo e do Maestro.

15. Rapidamente a reunião tomou proporções que não são admissíveis, com insultos à Direcção, ao Maestro, à banda e à instituição em geral por parte de elementos do grupo da Orquestra, acrescendo o facto de acontecer dentro das instalações da Instituição.

16. Em face dos acontecimentos foi imediatamente terminada a reunião.

Na sequência dos factos e tendo em conta o exposto no nº 15, atitude que certamente voltaria a acontecer, tendo em atenção os utentes da SFUS, tendo em consideração as regras básicas de educação, dos valores morais, das entidades oficiais, da cultura e recreio deliberou a direcção o seguinte:

A partir do dia 22 de Setembro do ano de 2010 deixará de haver condições para que o grupo “Orquestra Ligeira da SFUS” continue a utilizar as instalações da SFUS e a pertencer à Instituição.

Samora Correia, 22 de Setembro de 2010

A Direcção da SFUS


Em anexo carta enviada pelo Grupo de Amigos da SFUS.

 
Clique aqui para ler o documento...

 

publicado em http://www.sfusonline.com

 

 

 

COMENTÁRIOS
De mario santos a 16 de Outubro de 2010 às 20:08
Vergonhoso...Como anda a nossa SFUS. Os órgãos sociais devem ponderar a sua continuidade. Não há condições para continuarem.
A SFUS merece mais. Uma casa de cultura não pode estar nas mãos de analfabetos, incultos e mal formados.
O que se passa dentro da colectividade é muito grave. As pessoas devem ser informadas.
Investiguem por favor...
Por amor à SFUS e a SAMORA


 
De Anónimo a 17 de Outubro de 2010 às 22:40
Tem toda a razão senhor Mário Santos. Um grupo de sócios vai pedir uma reunião urgente para obter explicações da direcção. Há processos em Tribunal, nas finanças e o presidente deve explicações aos sócios.

Juca

 
De Anónimo a 18 de Outubro de 2010 às 22:29
Espero que seja breve porque quanto mais tempo lá estiver este grupinho mais se agrava o estado da colectividade. A SFUS está nas ruas da amargura.

Ana

 
De Sócio a 20 de Outubro de 2010 às 09:26
também concordo. segundo dizem o presidente e a tesoureira nem à direccção apresentam contas. ninguém sabe o que se passa a não ser estes dois elementos.

 
De luis cruz a 25 de Outubro de 2010 às 15:50
Boa tarde
Respondendo ao o comentário do Sr . Mário Santos, que não sei quem é, mas pelo comentário que tece tenho de lhe responder.
"Vergonhoso", é o comentário que o Sr . faz, porque pelo facto da Colectividade estar entregue a pessoas "analfabetas, incultas e mal formadas" como o Sr diz, a maior parte dessas pessoas fizeram parte da Comissão Administrativa de á cinco anos para cá, quando mais ninguém esteve interessado em fazer parte, na altura, de nada que se relacionasse com a Colectividade. Nessa altura tivemos de dar no duro e poucos foram os que ajudaram. Conseguimos vencer essas dificuldades.
Finda a Comissão e entrando como Direcção, pergunto-lhe se sabe o que tem sido feito dentro da Colectividade e em prol da mesma desde essa altura, sabe?
"O que se passa de muito grave", que a Direcção e com as dificuldades que se vão deparar nos próximos anos e que temos de tomar decisões que garantam o futuro da Colectividade, sabe?
Não faça mais comentários e informe-se dentro de sede própria, junto do Sr . Presidenta e ou da Direcção, informe-se.
Aos anónimos e sócio anónimo, quando tecem comentários com base no "segundo dizem", estas expressões não têm qualquer significado, estas expressões são do século passado, e o que deveriam fazer era:
1º - Como defensores acérrimos da Nossa Colectividade, Identificarem-se
2º - Informarem-se
3º - Já que gostam tanto da SFUS , não destabilizem


De luis cruz a 25 de Outubro de 2010 às 16:00
Esqueci de assinar o meu comentário

Luís Cruz
Vogal para a Secção de Pesca da SFUS

PUBLICADO POR samoraemmovimento às 23:51

mario santos:
Vergonhoso...Como anda a nossa SFUS. Os órgãos sociais devem ponderar a sua continuidade. Não há condições para continuarem.
A SFUS merece mais. Uma casa de cultura não pode estar nas mãos de analfabetos, incultos e mal formados.
O que se passa dentro da colectividade é muito grave. As pessoas devem ser informadas.
Investiguem por favor...
Por amor à SFUS e a SAMORA
16 de Outubro de 2010 às 20:08

Anónimo:
Tem toda a razão senhor Mário Santos. Um grupo de sócios vai pedir uma reunião urgente para obter explicações da direcção. Há processos em Tribunal, nas finanças e o presidente deve explicações aos sócios.

Juca
17 de Outubro de 2010 às 22:40

Anónimo:
Espero que seja breve porque quanto mais tempo lá estiver este grupinho mais se agrava o estado da colectividade. A SFUS está nas ruas da amargura.

Ana
18 de Outubro de 2010 às 22:29

Sócio:
também concordo. segundo dizem o presidente e a tesoureira nem à direccção apresentam contas. ninguém sabe o que se passa a não ser estes dois elementos.
20 de Outubro de 2010 às 09:26

luis cruz:
Boa tarde
Respondendo ao o comentário do Sr . Mário Santos, que não sei quem é, mas pelo comentário que tece tenho de lhe responder.
"Vergonhoso", é o comentário que o Sr . faz, porque pelo facto da Colectividade estar entregue a pessoas "analfabetas, incultas e mal formadas" como o Sr diz, a maior parte dessas pessoas fizeram parte da Comissão Administrativa de á cinco anos para cá, quando mais ninguém esteve interessado em fazer parte, na altura, de nada que se relacionasse com a Colectividade. Nessa altura tivemos de dar no duro e poucos foram os que ajudaram. Conseguimos vencer essas dificuldades.
Finda a Comissão e entrando como Direcção, pergunto-lhe se sabe o que tem sido feito dentro da Colectividade e em prol da mesma desde essa altura, sabe?
"O que se passa de muito grave", que a Direcção e com as dificuldades que se vão deparar nos próximos anos e que temos de tomar decisões que garantam o futuro da Colectividade, sabe?
Não faça mais comentários e informe-se dentro de sede própria, junto do Sr . Presidenta e ou da Direcção, informe-se.
Aos anónimos e sócio anónimo, quando tecem comentários com base no "segundo dizem", estas expressões não têm qualquer significado, estas expressões são do século passado, e o que deveriam fazer era:
1º - Como defensores acérrimos da Nossa Colectividade, Identificarem-se
2º - Informarem-se
3º - Já que gostam tanto da SFUS , não destabilizem
25 de Outubro de 2010 às 15:50

luis cruz:
Esqueci de assinar o meu comentário

Luís Cruz
Vogal para a Secção de Pesca da SFUS
25 de Outubro de 2010 às 16:00

QUEM SOMOS

VER PERFIL

SEGUIR PERFIL

4 seguidores
PESQUISAR
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



28



ARQUIVOS
2020:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2019:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


tags

todas as tags

blogs SAPO