31 de Março de 2011

 

 

NOTICIA JORNAL O MIRANTE

 

O parque ribeirinho de Samora Correia, concelho de Benavente, precisa de mais atenção e quem o usa deve preservá-lo. Quem o diz são os moradores da cidade, que criticam o estado de abandono a que foi votado nos últimos anos. O vice-presidente da Câmara Municipal de Benavente, Carlos Coutinho (CDU) diz que está a par da situação.

 

Os moradores de Samora Correia,  criticam o estado de abandono do parque ribeirinho e reclamam por uma intervenção que o requalifique. Além da instalação de mais papeleiras e caixotes do lixo os residentes querem mais pilaretes na zona que impeçam os carros de estacionar no local e que ao fim-de-semana exista uma maior vigilância da Guarda Nacional Republicana no parque.

“Ao fim-de-semana os jovens vão para o parque ribeirinho consumir bebidas alcoólicas e fumar, estragam o pouco que ali existe e depois ainda deixam lá todo o lixo. Isso é muito triste, alguém devia fazer alguma coisa”, lamenta Arlete Rodrigues, moradora a O MIRANTE.

Para Alfredo Dias, residente, o parque ribeirinho deveria ser alvo de uma nova requalificação. “Deviam colocar zonas verdes com espaços para refeições, mudar o local dos parques infantis e meter pilaretes que impeçam os carros de entrar para a zona ribeirinha porque ao fim-de-semana os jovens entram com os carros para aqui e estragam tudo”, critica.

Na última reunião pública do executivo da Câmara Municipal de Benavente a vereadora da oposição, Ana Casquinha (PS), também chamou a atenção para o problema. “Também parece haver ali na zona um problema com a recolha do lixo porque os pequenos caixotes estão sempre cheios e pela relva está sempre espalhado lixo. Há de tudo, desde fraldas a embalagens de detergente. Devia haver mais receptáculos para o lixo”, sugeriu a autarca. A relva por cortar e a falta de drenagem das águas pluviais foram outros dos problemas apontados.

Na resposta o vice-presidente Carlos Coutinho (CDU) disse conhecer o problema e garantiu que a câmara irá verificar a situação e agir em conformidade. “Já visitei o parque num fim-de-semana e pude verificar que muitos dos comportamentos dos jovens são absolutamente inaceitáveis. Há viaturas a fazer rali nos espaços verdes. Já dei indicações para se meter pilaretes mas também já pedimos a colaboração da GNR na fiscalização dessas situações”, afirmou.

Os moradores confessam que também eles irão estar atentos. “Se alguma coisa acontecer hoje em dia com os telefones tudo é possível. Da janela filmamos quem se portar mal”, avisa uma moradora ao nosso jornal.

O parque ribeirinho de Samora Correia é composto por uma área verde, um jardim, um parque infantil e um bar com esplanada. Foi concluído no Verão de 2006 e custou perto de um milhão de euros, obra co-financiada pela câmara municipal e por fundos comunitários. A sua construção, recorde-se, foi cheia de imprevistos, sobretudo com os trabalhos de segurança da estacaria e com as alterações das redes eléctricas e de esgotos que tiveram de ser feitas na zona.

PUBLICADO POR samoraemmovimento às 23:35

QUEM SOMOS

VER PERFIL

SEGUIR PERFIL

4 seguidores
PESQUISAR
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
17

21
23
24

29
30


ARQUIVOS
2020:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2019:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


tags

todas as tags

blogs SAPO