Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

SAMORA EM MOVIMENTO

" A INFORMAÇÃO NO MOMENTO "

MORADORES CRITICAM ABANDONO DO PARQUE RIBEIRINHO DE SAMORA CORREIA

 

 

NOTICIA JORNAL O MIRANTE

 

O parque ribeirinho de Samora Correia, concelho de Benavente, precisa de mais atenção e quem o usa deve preservá-lo. Quem o diz são os moradores da cidade, que criticam o estado de abandono a que foi votado nos últimos anos. O vice-presidente da Câmara Municipal de Benavente, Carlos Coutinho (CDU) diz que está a par da situação.

 

Os moradores de Samora Correia,  criticam o estado de abandono do parque ribeirinho e reclamam por uma intervenção que o requalifique. Além da instalação de mais papeleiras e caixotes do lixo os residentes querem mais pilaretes na zona que impeçam os carros de estacionar no local e que ao fim-de-semana exista uma maior vigilância da Guarda Nacional Republicana no parque.

“Ao fim-de-semana os jovens vão para o parque ribeirinho consumir bebidas alcoólicas e fumar, estragam o pouco que ali existe e depois ainda deixam lá todo o lixo. Isso é muito triste, alguém devia fazer alguma coisa”, lamenta Arlete Rodrigues, moradora a O MIRANTE.

Para Alfredo Dias, residente, o parque ribeirinho deveria ser alvo de uma nova requalificação. “Deviam colocar zonas verdes com espaços para refeições, mudar o local dos parques infantis e meter pilaretes que impeçam os carros de entrar para a zona ribeirinha porque ao fim-de-semana os jovens entram com os carros para aqui e estragam tudo”, critica.

Na última reunião pública do executivo da Câmara Municipal de Benavente a vereadora da oposição, Ana Casquinha (PS), também chamou a atenção para o problema. “Também parece haver ali na zona um problema com a recolha do lixo porque os pequenos caixotes estão sempre cheios e pela relva está sempre espalhado lixo. Há de tudo, desde fraldas a embalagens de detergente. Devia haver mais receptáculos para o lixo”, sugeriu a autarca. A relva por cortar e a falta de drenagem das águas pluviais foram outros dos problemas apontados.

Na resposta o vice-presidente Carlos Coutinho (CDU) disse conhecer o problema e garantiu que a câmara irá verificar a situação e agir em conformidade. “Já visitei o parque num fim-de-semana e pude verificar que muitos dos comportamentos dos jovens são absolutamente inaceitáveis. Há viaturas a fazer rali nos espaços verdes. Já dei indicações para se meter pilaretes mas também já pedimos a colaboração da GNR na fiscalização dessas situações”, afirmou.

Os moradores confessam que também eles irão estar atentos. “Se alguma coisa acontecer hoje em dia com os telefones tudo é possível. Da janela filmamos quem se portar mal”, avisa uma moradora ao nosso jornal.

O parque ribeirinho de Samora Correia é composto por uma área verde, um jardim, um parque infantil e um bar com esplanada. Foi concluído no Verão de 2006 e custou perto de um milhão de euros, obra co-financiada pela câmara municipal e por fundos comunitários. A sua construção, recorde-se, foi cheia de imprevistos, sobretudo com os trabalhos de segurança da estacaria e com as alterações das redes eléctricas e de esgotos que tiveram de ser feitas na zona.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub