02 de Abril de 2011

 

 

Sou munícipe do Concelho de Benavente e habito na freguesia de Samora Correia há cerca de 34 anos.
 
Numa freguesia com uma das maiores áreas do país não se compreende como é possível que praticamente todos os acessos às zonas rurais se encontrem vedadas ao público. Se alguém quiser usufruir da natureza que nos rodeia simplesmente não pode, pois não existem locais próprios vocacionados para o lazer. Mais facilmente encontramos tais locais numa cidade como Lisboa, do que em pleno coração do Ribatejo.
 
Nos anos 80 houve de facto uma iniciativa louvável quando foi construído um circuito de manutenção física no pinhal de Samora Correia, mas infelizmente estava à frente do seu tempo e foi destruído aos poucos, devido à incúria e à mente retrógrada de alguns, no entanto julgo que competia às autoridades zelar pela sua conservação e protecção.
Apesar de tudo, foi graças a esse empreendimento pioneiro que algumas gerações de Samorenses despertaram o seu interesse pela actividade física desportiva.
Infelizmente em vez de assistirmos à sua recuperação, ou à construção de um novo parque de desportos até com locais para merendas, verificados uma tímida tentativa de instalação de um circuito pedestre dentro da própria cidade, num percurso que prefiro nem adjectivar, tais as suas características e limitações.
Concordo que será a solução mais fácil, rápida e económica, mas não serve!
 
Até há bem pouco tempo a única alternativa para a prática de Jogging, caminhada ou simplesmente dar um passeio com crianças no campo era o valado que dá acesso à “pista das avionetas” (que fica junto aos arrozais) e ao canal de irrigação, situado (ao que julgo saber), nos terrenos da Sociedade da Silveiras, mas até aí as limitações imperam. No passado Sábado eu próprio desloquei-me ao local (junto à antiga ponte de ferro) para praticar jogging e deparei-me com um cercado e uma manada de cavalos no seu interior, que impedia o acesso.
Com os terrenos mais baixos (nos arrozais) cheios de água e lama e com o valado que fica junto ao rio cheio de ervas, lama e buracos, não me restou outra opção, senão ficar sem o meu treino habitual e voltar para casa.
 
Outra situação que se está a tornar intolerável tem a ver com o facto de ser praticamente impossível a prática do BTT, visto que por um lado a Companhia das Lezírias, não permite o livre acesso aos seus terrenos, devido a uma série de condicionantes, por outro a atitude feudal dos restantes proprietários dos terrenos circundantes que têm vindo a encerrar sistematicamente todos os acessos ao campo. Neste momento quem quiser efectuar um passeio de BTT, é “empurrado” para as estradas nacionais afim de contornar alguns dos obstáculos, para ter acesso dos trilhos. É uma situação deveras lamentável, ainda por cima quando assistimos a um salutar aumento de praticantes desta modalidade.
Em consequência de tantas limitações as pessoas simplesmente começam a frequentar outras paragens, facto que implica enorme logística e perda de tempo e dinheiro.
 
Creio que a própria autarquia, poderia tentar sensibilizar os proprietários e a administração da Companhia das Lezírias, no sentido de se abrirem alguns acessos a trilhos que em nada prejudicam as propriedades, até porque o perfil das pessoas que praticam o desporto é por norma a favor da preservação da natureza.
Quando falo em abertura de acessos, falo de pequenas entradas que permitam a passagem de uma pessoa e da respectiva bicicleta.
 
Já é tempo de alguém se debruçar sobre este tema, visto que é a qualidade de vida dos munícipes que está em causa.
A vida neste país está a tornar-se demasiadamente penosa, pelo que não será pedir muito a V. Exas., que tentem pelo menos devolver alguma qualidade de vida aos seus concidadãos! 
 

Grato pela atenção,
 
 
Cumprimentos,
 
 
Paulo Charbel 
 

PUBLICADO POR samoraemmovimento às 00:08

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


QUEM SOMOS

VER PERFIL

SEGUIR PERFIL

4 seguidores
PESQUISAR
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

21
23

27


ARQUIVOS
2020:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2019:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO